Notícias

Tel.:(11) 3897-6100

pt
en
es

COUROMODA 2024

Todos os serviços para sua participação na Couromoda.

VIAGEM E HOSPEDAGEM

Oportunidade de atualização com os principais temas do mercado.

CREDENCIAMENTO EMPRESARIAL

Garanta sua credencial para a mais importante feira de calçados da América Latina.

SÃO PAULO PRÊT-À-PORTER

Feira Internacional de Negócios para Indústria de Moda, Confecções e Acessórios.

Notícias da Couromoda

Calçado no Mundo

Notícias do Setor

Colunista

Lançamentos e Moda

Mídia

Facebook
Twitter
Pinterest
[wpavefrsz-resizer]

Brasil mostra sua moda na GDS com 23 marcas de calçados e acessórios

A antecipação da data; a nova formatação da distribuição dos expositores, divididos por segmentos temáticos; e uma série de eventos devem dar um novo rumo à GDS, feira que ocorre de 30 de julho a 1º de agosto, em Düsseldorf, na Alemanha. Agora denominada Global Destination for Shoes & Accessories, a mostra recebe 23 marcas brasileiras dos segmentos infantil, feminino, masculino e de flip flops. 

O gerente de exportação da Calçados Pegada (Dois Irmãos/RS), Juliano Fontes, está ansioso para ver os resultados que serão obtidos nesta nova formatação da GDS. A feira sempre ocorria na primeira quinzena de setembro e agora se dará de 30 de julho a 1º de agosto, justamente no período em que acontece o feriadão do festival do Eid ul-Fitr, que celebra o fim do jejum feito no período de Ramadã pelos muçulmanos. “Os países do Oriente Médio são o principal destino dos calçados Pegada no exterior. Esperamos que este feriadão tão importante para os muçulmanos não comprometa a visitação na GDS”, explica Fontes.

Participando pelo 14º ano consecutivo da feira alemã, a Pegada leva à Europa a mesma coleção trabalhada no Brasil. “Vendemos por intermédio de distribuidores e também de modo direto a redes de lojas. Esperamos neste ano, pelo menos, manter o mesmo volume de negócios da edição do ano passado”, detalha Fontes. Os calçados masculinos da Pegada também têm grande aceitação em países da América Latina e nos do Leste da Europa, como Eslováquia, Estônia e Rússia, entre outros. “Estamos iniciando um trabalho também na Polônia”, revela o gerente de exportação da marca. Cerca de 5% da produção da indústria é voltada ao mercado externo. Além da GDS, a Pegada marca presença nas feiras Expo Riva Such, na Itália; e na IFLS, na Colômbia.
     
A diretora de exportação da Piccadilly (Igrejinha/RS), Micheline Grings Twigger, também está receosa pelo fato de a data da GDS coincidir com o feriado muçulmano do Eid ul-Fitr, uma vez que os países do Oriente Médio figuram entre os principais destinos internacionais da empresa. “Esperamos que a visitação destes compradores não seja tão comprometida”, pondera. A marca gaúcha expõe na GDS há mais de 12 anos e, na última década, marca presença nas duas edições anuais. “Também expomos na feira Expo Riva Schuh. E a aceitação da nossa mais recente coleção nos deixa animados com a GDS”, revela Micheline, referindo-se à edição da mostra italiana realizada entre os dias 14 e 17 de junho, em Riva del Garda. Para minimizar os danos de uma eventual perda de visitantes, a Piccadilly desenvolveu um intenso programa de divulgação e promoção, visando atrair potenciais clientes da Europa, em especial da Alemanha, Itália e França. “Contratamos assessorias internacionais de profissionais de moda e de relações públicas e faremos um coquetel no segundo dia da GDS, que está presente inclusive na programação oficial da feira. Queremos mostrar aos formadores de opinião do exterior e aos importadores os nossos diferenciais como o conforto e o apelo ecológico de nossas matérias-primas”, explica Micheline.

A Piccadilly está presente em mais de 90 países. Além da exportação direta, sempre com marca própria, a grife conta também com 31 lojas, em 10 países. Cerca de 25% da produção da indústria é voltada ao mercado externo. “Em 2014 queremos que as exportações cresçam cerca de 20% em relação ao ano passado nos mercados que estão dentro da normalidade”, revela Micheline, fazendo alusão a três mercados de grande importância para a marca e que enfrentam problemas comerciais: Argentina, Venezuela e Israel. 
Tirando a questão do feriado muçulmano, a data da GDS é elogiada pela diretora de exportação da marca gaúcha. “Por ser mais cedo, a feira facilita a comercialização das mesmas coleções que desenvolvemos para o Brasil. Nesta edição, por exemplo, negociaremos a modelagem desenvolvida para a temporada primavera-verão 2014/2015 do Brasil ,e que será vendida no Hemisfério Norte no verão 2015”, ressalta. O momento atual do câmbio é outro fator positivo destacado por Micheline. “A cotação atual torna nossos preços mais competitivos”, conclui.

Outra marca brasileira que estará na GDS é a Amazonas Sandals. Conforme Daniel Maia, gerente de exportação, a grife se mostra otimista com as mudanças formatadas pela feira alemã. “As perspectivas de negócios são muito boas, principalmente com essa nova configuração da feira GDS. Lá vamos ter conosco os distribuidores da Alemanha, Áustria, Holanda, Bélgica, Luxemburgo e Suíça”, detalha. Maia revela que as principais novidades que serão apresentadas na GDS são as linhas Eco Fios, composta por sandálias revestidas de tecidos reciclados; Eco Luxury, mais voltada para butiques; e a nova Enjoy masculina. “A Enjoy masculina vem com formato arrendondado, que diferencia cada vez mais a Amazonas dos concorrentes. Além disso, daremos destaque para a linha Baby, que vem encantando clientes onde tem sido apresentada”, enfatiza Maia. A Amazonas Sandals também espera visitas de clientes do Oriente Médio, Ásia e Leste Europeu. 


 

Expectativa de incremento de negócios
     
Segundo estimativa da Unidade de Promoção Comercial da Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados), a antecipação de data da mostra gera uma expectativa de resultados superiores aos obtidos em setembro do ano passado, quando as 17 empresas brasileiras presentes saíram com a perspectiva de realizar negócios em torno de US$ 14 milhões. 

As 23 marcas do Brasil estarão expondo suas novidades nos pavilhões 3 e 4, em uma área chamada de Highstreet – a feira ainda conta com outros dois espaços: o Studio e o Pop Up. Cada um desses universos temáticos oferece um ambiente diferenciado para os mais de 900 expositores da GDS. No Highstreet – The Modern Pulse, os visitantes encontrarão uma grande variedade de marcas que têm um espírito mais moderno e trabalham ainda com os estilos esportivos e clássicos. 

Estarão na GDS as marcas Anatomic & Co, Rider, Ipanema, Grendha, Dumond, Lilly´s Closet, Ortopé, Bibi, Beira Rio, Vizzano, Molekinha, Moleca, BR Sport, Pegada, Piccadilly, Sapatoterapia, Wirth, Ramarim, Super Star, Amazonas Sandals, Azaleia, Dijean, e Stéphanie Classic. Todas elas participam da feira apoiadas pelo Brazilian Footwear – programa de incentivo às exportações de calçados nacionais, desenvolvido pela Abicalçados em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil).

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

MAIS NOVIDADES