Notícias

Tel.:(11) 3897-6100

pt
en
es

COUROMODA 2024

Todos os serviços para sua participação na Couromoda.

VIAGEM E HOSPEDAGEM

Oportunidade de atualização com os principais temas do mercado.

CREDENCIAMENTO EMPRESARIAL

Garanta sua credencial para a mais importante feira de calçados da América Latina.

SÃO PAULO PRÊT-À-PORTER

Feira Internacional de Negócios para Indústria de Moda, Confecções e Acessórios.

Notícias da Couromoda

Calçado no Mundo

Notícias do Setor

Colunista

Lançamentos e Moda

Mídia

Facebook
Twitter
Pinterest
[wpavefrsz-resizer]

Combate à pirataria na Couromoda 2012

Uma das novidades da Couromoda 2012 foi o estande antipirataria, uma iniciativa do Conselho Nacional de Combate à Pirataria e Delitos contra a Propriedade Intelectual, órgão do Ministério da Justiça, que contou com apoio da Comissão Antipirataria no Calçado da ACI-NH/CB/EV, da Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados) e da Couromoda.

Segundo Marco Aurélio Kirsch, diretor de relações institucionais da ACI/NH, a iniciativa realizada na Couromoda teve como foco ação educativa. "Durante a feira, o objetivo foi promover a conscientização intelectual sobre o combate à pirataria, por meio de um comparativo entre os produtos originais e os provenientes de apreensões. Dessa forma o resultado do trabalho da polícia esteve diante do olhar atento do público".

No estande, o público teve a oportunidade de observar, além dos calçados piratas, produtos de outras áreas – também provenientes de apreensões da polícia. "Quem compareceu ao espaço conferiu de perto as diferenças entre um produto legal e um pirata, não apenas na área calçadista. A iniciativa teve como foco os calçados, mas dentro de um contexto em que estão inseridos também produtos de outros setores. Até mesmo alimentos já são pirateados – trata-se de um problema crônico para a sociedade – com prejuízo da integridade física das pessoas", esclareceu Kirsch.

Um fato chama a atenção na área calçadista, segundo o diretor, é possível notar maior incidência de produtos pirateados em três segmentos. "Não identificamos um motivo, mas as apreensões mostram que tênis, chinelos e produtos infantis são os principais produtos pirateados no setor". Segundo o especialista na área, vale destacar também as duas formas existentes de pirataria. "Na primeira versão a marca presente no produto pirateado é semelhante a do produto original e costuma à primeira vista enganar o consumidor. Já na segunda forma a semelhança está mais relacionada ao modelo, com a inclusão de marca desconhecida ou até mesmo sem qualquer identificação".

Como já é de conhecimento de todos, os produtos pirateados geralmente vêm dos países asiáticos, mas já existem também outros polos, inclusive nacionais, conhecidos como ´China tropical´, motivo de preocupação das autoridades. "O trabalho da polícia, voltado à repressão da pirataria, no momento, é desenvolvido nos camelódromos, nas fábricas que produzem os produtos pirateados e ainda nas rodovias, com a vistoria principalmente de caminhões, em especial, na fronteira com o Paraguai", finalizou Kirsch.

Por Cibele Quirino

 

 

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

MAIS NOVIDADES