Notícias

Tel.:(11) 3897-6100

pt
en
es

COUROMODA 2024

Todos os serviços para sua participação na Couromoda.

VIAGEM E HOSPEDAGEM

Oportunidade de atualização com os principais temas do mercado.

CREDENCIAMENTO EMPRESARIAL

Garanta sua credencial para a mais importante feira de calçados da América Latina.

SÃO PAULO PRÊT-À-PORTER

Feira Internacional de Negócios para Indústria de Moda, Confecções e Acessórios.

Notícias da Couromoda

Calçado no Mundo

Notícias do Setor

Colunista

Lançamentos e Moda

Mídia

Facebook
Twitter
Pinterest
[wpavefrsz-resizer]

Couromoda e Sindinova promovem encontro de mercado em Nova Serrana

A Couromoda e o Sindinova – Sindicato Intermunicipal das Indústrias de Calçados de Nova Serrana promoveram nos dias 11 e 12 de setembro, encontros sobre mercado com as empresas do Polo Calçadista da Região. Foram dois dias de troca de experiências, discussões sobre o varejo calçadista, mark-up e as novas bases de cálculo na formação de preços. Os dirigentes da Couromoda Jeferson Santos, diretor, e Wellington Joseph, gerente comercial, prestigiaram o evento. Airton Manoel Dias, diretor do Fórum Couromoda, realizou duas palestras sobre temas atuais para o setor calçadista.

De acordo com Pedro Gomes da Silva, presidente do Sindinova, esta foi uma excelente oportunidade para os empresários do polo se atualizarem acerca de questões que são relevantes para o desenvolvimento da indústria. “Os temas debatidos afetam diretamente o setor, como o mark-up, prática que ainda gera questionamentos e inseguranças, além de desenvolver estratégias para o empresário vender mais e melhor”, afirma o presidente.

Dados sobre o mercado varejista de calçados

No primeiro dia do encontro, foram apresentados os dados obtidos com a Pesquisa do Varejo Brasileiro de Calçados e Bolsas, realizada pela Couromoda e pela Ablac – Associação Brasileira de Lojistas de Artefatos e Calçados. Airton Manoel Dias, diretor do Fórum Couromoda, mostrou os dados levantados e fez um paralelo com a realidade do Polo de Nova Serrana. O diretor afirma que as informações da pesquisa têm profunda similaridade com o mercado, já que envolveu 3.300 pontos de venda, de 200 cidades de todas as unidades da federação.

Um dos temas que chamou mais atenção dos empresários foi o “Calce e Tamanho do Calçado”. A pesquisa demonstra que 78% das lojas femininas que responderam o questionário afirmaram que encontram problemas com numeração errada. Industriais presentes defenderam que tal problema se dá muito em virtude da entrada de produtos chineses no mercado brasileiro.

Dúvidas sobre Mark-up

No segundo dia de debates, Airton Manoel Dias destacou os principais motivos que fizeram com que o mark-up aumentasse significativamente nas últimas décadas. Para o diretor, questões como o sapato ter se tornado um artigo de moda é um dos motivos. “O sapato deixou de ser um produto de vida longa e passou a ter vida curtíssima. Antes as pessoas compravam um sapato e usavam o ano todo, agora, compram quase todo mês”, explica. Outro ponto que foi essencial para este aumento de percentual, foi o aumento dos custos fixos e operacionais e, sobretudo, o crescimento da fiscalização de impostos. “O problema maior é a quantidade abusiva de impostos que o lojista paga, então ele compensa isso aumentando o mark-up”, reforça. Dias defende ainda que este é um momento de ajuste de mercado. “O fabricante e o lojista ainda precisam se adaptar, encontrar o caminho para esse problema”, finaliza.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

MAIS NOVIDADES