Notícias

Tel.:(11) 3897-6100

pt
en
es

COUROMODA 2024

Todos os serviços para sua participação na Couromoda.

VIAGEM E HOSPEDAGEM

Oportunidade de atualização com os principais temas do mercado.

CREDENCIAMENTO EMPRESARIAL

Garanta sua credencial para a mais importante feira de calçados da América Latina.

SÃO PAULO PRÊT-À-PORTER

Feira Internacional de Negócios para Indústria de Moda, Confecções e Acessórios.

Notícias da Couromoda

Calçado no Mundo

Notícias do Setor

Colunista

Lançamentos e Moda

Mídia

Facebook
Twitter
Pinterest
[wpavefrsz-resizer]

Inadimplência do consumidor recua em março

A inadimplência do consumidor em março de 2015 recuou 0,2%, na comparação com o mês anterior (fev/15), considerando os dados com ajuste sazonal, em todo o País, de acordo com os dados da Boa Vista SCPC. No primeiro trimestre de 2015, o indicador apresentou elevação de 1,3%, em comparação ao mesmo período de 2014.

Na comparação dos valores acumulados em 12 meses (variação entre o acumulado de abr/14 a mar/15 contra os 12 meses antecedentes), houve elevação de 2%, pouco abaixo do valor obtido nos dois meses anteriores (2,8%). Na comparação interanual (mar/15 contra mar/14), a inadimplência do consumidor apresentou queda de 1,9%. O valor médio das dívidas incluídas em março de 2015 foi de R$1.123,00, após ajustes estatísticos.

Apesar de a avaliação mensal ter demonstrado estabilidade, a tendência de longo prazo – evidenciada pelos valores acumulados em 12 meses – continuou apresentando elevação, fato que deverá ser acompanhado mais cautelosamente nos próximos meses. O indicador oficial de inadimplência divulgado pelo Banco Central (referente à categoria de recursos livres destinados ao consumidor) tem se mostrado estável.

A expectativa da Boa Vista SCPC é de que ao final de 2015 os registros de consumidores inadimplentes mantenham a tendência de 2014, obtendo ligeiro crescimento, em torno de 3% no ano de 2015. Para a taxa de inadimplência oficial, a expectativa (com base na nova série, revisada) é de 5,8% de inadimplência do total de recursos do sistema.

Varejo
Quando considerado apenas o setor de varejo, o indicador nacional registrou elevação de 3,4% em março de 2015, na comparação mensal, descontados os efeitos sazonais. Mantida a base de comparação, as regiões apresentaram a seguinte configuração: Nordeste (9,7%), Sul (9,0%), Norte (8,3%), Sudeste (0,8%) e Centro-Oeste (-3,5%).

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

MAIS NOVIDADES