Notícias

Tel.:(11) 3897-6100

pt
en
es

COUROMODA 2024

Todos os serviços para sua participação na Couromoda.

VIAGEM E HOSPEDAGEM

Oportunidade de atualização com os principais temas do mercado.

CREDENCIAMENTO EMPRESARIAL

Garanta sua credencial para a mais importante feira de calçados da América Latina.

SÃO PAULO PRÊT-À-PORTER

Feira Internacional de Negócios para Indústria de Moda, Confecções e Acessórios.

Notícias da Couromoda

Calçado no Mundo

Notícias do Setor

Colunista

Lançamentos e Moda

Mídia

Facebook
Twitter
Pinterest
[wpavefrsz-resizer]

Indústrias ampliam vendas de calçados ao mercado árabe

Os Emirados Árabes Unidos aumentaram as importações de calçados brasileiros em 2013.  Segundo a Abicalçados, as compras cresceram 12% em receita e 13,4% em volume sobre o ano anterior, para US$ 16,7 milhões e 1,2 milhão de pares, respectivamente. Assim, o país foi 17º entre os que mais adquiriram sapatos do Brasil e o primeiro entre os árabes, respondendo por 1,5% da receita obtida e por 1,1% do volume embarcado.

O câmbio favorável e a qualidade dos produtos atraem os importadores árabes, que vêm ao Brasil para as feiras nacionais – como a Couromoda – e também visitam os estandes de marcas brasileiras em eventos internacionais, como a Expo Riva Schuh, na Itália.

A mineira Andacco, por exemplo, pretende elevar a participação do mercado árabe nas suas exportações de 10 para 20% em 2014, a partir dos bons negócios fechados na Couromoda, em janeiro. “Há muito tempo não tínhamos tanto contato com árabes quanto tivemos este ano”, diz o gerente de exportação, Leandro Oliveira. 

Nestes países, as vendas são feitas através de distribuidores. Os calçados mais vendidos são os masculinos feitos à mão e em couro bovino, inclusive o forro. Atualmente, a Andacco produz 4 mil pares por dia, entre masculinos e femininos. Deste total, 40% destinam-se ao mercado externo, num total de 22 países, em que se destacam Rússia, Estados Unidos, Chile e Bolívia.

Para expandir ainda mais os negócios no Oriente Médio, a indústria associou-se à Câmara de Comércio Árabe Brasileira e contratou uma empresa especializada para prospectar novos mercados na região. “Precisamos identificar os níveis de aceitação de nossos produtos e as perspectivas de negócios futuros, para podermos desenvolver ações e, inclusive, participar de feiras locais”, explica Oliveira.

Boa Onda
A marca gaúcha Boa Onda, além de aumentar sua atuação nacional, também busca realizar novos negócios no mercado árabe em 2014. Com sede na cidade de Sapiranga/RS, 20 anos de atividades e 350 funcionários, a fabricante de calçados de borracha começou as exportações aquele mercado em 2012. De lá para cá, vendeu aos Emirados Árabes Unidos, Arábia Saudita, Omã, Marrocos e Egito. 

Agora, por meio de um distribuidor da Tunísia, a indústria quer aumentar a presença na região. O contato ocorreu durante última edição da Expo Riva Schuh, na Itália. “Vamos enviar preços e amostras e, até o meio do ano, devemos estar com pedidos fechados”, explica Cássio Romani, gerente de exportação. De acordo com o executivo, se fechada a parceria, o distribuidor deve iniciar as vendas pelo próprio mercado da Tunísia, para ver quais produtos têm mais aceitação, e, depois, levar os calçados aos demais países africanos.

A Boa Onda produz calçados para mulheres, homens e crianças. Os modelos masculinos são os mais vendidos aos sauditas, enquanto os Emirados e Omã importam as demais linhas também. A empresa exporta para 30 países, que recebem 25% da produção. Os principais mercados são Turquia, Porto Rico, Espanha, Panamá, Cuba e Chile. As vendas ao Oriente Médio são fechadas em feiras internacionais do setor, enquanto as para Marrocos e Egito são feitas por um distribuidor europeu. Hoje, a empresa conta com um representante brasileiro em Dubai, que realiza negócios nos Emirados Árabes Unidos.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

MAIS NOVIDADES