Notícias

Tel.:(11) 3897-6100

pt
en
es

COUROMODA 2024

Todos os serviços para sua participação na Couromoda.

VIAGEM E HOSPEDAGEM

Oportunidade de atualização com os principais temas do mercado.

CREDENCIAMENTO EMPRESARIAL

Garanta sua credencial para a mais importante feira de calçados da América Latina.

SÃO PAULO PRÊT-À-PORTER

Feira Internacional de Negócios para Indústria de Moda, Confecções e Acessórios.

Notícias da Couromoda

Calçado no Mundo

Notícias do Setor

Colunista

Lançamentos e Moda

Mídia

Facebook
Twitter
Pinterest
[wpavefrsz-resizer]

Instituto para Desenvolvimento do Varejo apoia novas medidas anunciadas pelo Governo Federal

O Instituto para Desenvolvimento do Varejo (IDV) – que representa 35 empresas varejistas de diferentes setores, entre eles vestuário e calçados – também manifesta apoio às medidas tributárias, creditícias e de política de emprego que visam estimular o crescimento da atividade econômica no país, anunciadas pelo governo.

“Do ponto de vista do varejo, parecem equilibradas, pois criam instrumentos de desenvolvimento econômico que devem ajudar o PIB a crescer entre 4% e 5%. Elas mostram que o governo está se preocupando com o consumidor, oferecendo condições para maior competitividade e redução de custos dos produtos nacionais”, analisa o presidente do IDV, Fernando de Castro.

A desoneração da folha de pagamento, que beneficiará as indústrias, também agradou ao varejo. “A eliminação de alguns encargos sociais possibilitará a implantação de uma política de aumento de empregos, e o varejo, como maior empregador privado do país, espera ser contemplado com medidas semelhantes no futuro”, diz Castro.

O governo também anunciou a criação de Conselhos de Competitividade Setorial do Plano Brasil Maior, que são tripartites, compostas pelo governo, empresários e trabalhadores. “Estamos confiantes nesse trabalho que será desenvolvido pelos conselhos, pois serão estabelecidas políticas econômicas de longo prazo, permitindo taxas elevadas de crescimento da economia, de forma sustentável”, comenta Castro.

O IDV participará do Conselho de Comércio e contribuirá para que esses objetivos maiores sejam alcançados. “Nossa realidade é muito complexa, e para que as medidas tenham o efeito esperado, é fundamental que haja uma análise setorial. Estamos satisfeitos por vermos a criação desses conselhos setoriais que o IDV sempre defendeu, que permitirão estabelecer propostas de políticas de longo prazo e a modernização da economia brasileira”, conclui o presidente do instituto.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

MAIS NOVIDADES