Notícias

Tel.:(11) 3897-6100

pt
en
es

COUROMODA 2024

Todos os serviços para sua participação na Couromoda.

VIAGEM E HOSPEDAGEM

Oportunidade de atualização com os principais temas do mercado.

CREDENCIAMENTO EMPRESARIAL

Garanta sua credencial para a mais importante feira de calçados da América Latina.

SÃO PAULO PRÊT-À-PORTER

Feira Internacional de Negócios para Indústria de Moda, Confecções e Acessórios.

Notícias da Couromoda

Calçado no Mundo

Notícias do Setor

Colunista

Lançamentos e Moda

Mídia

Facebook
Twitter
Pinterest
[wpavefrsz-resizer]

Mercado de luxo continua em alta, crescimento deve chegar a 7%

Nada parece impedir o crescimento das vendas de produtos de luxo no mundo, que continua este ano com índice de crescimento em torno de 7% com taxas de câmbio constantes depois do crescimento de 10% registrados em 2011.

Segundo o Observatório Altagamma, que solicitou uma pesquisa à sociedade de consultoria Bain & Company, o mercado mundial do luxo deverá passar dos 191 bilhões de euros fechados em 2011 para mais de 200 bilhões em 2012, apesar da instabilidade socioeconômica. “Com exceção da Itália, Espanha e Japão, todos os outros mercados registram crescimentos significativos. A Itália está particularmente frágil, mas nas cidades turísticas como Roma, Florença, Veneza e Milão, podemos contar com um fluxo importante de clientes estrangeiros”, afirma Armando Branchini, Secretário Geral da Fundação Altagamma.

Com crescimento previsto entre 18 e 22% para 2012, a China é também o motor desta contínua progressão do consumo de bens de luxo no mundo. “Embora já se veja uma desaceleração nas principais cidades chinesas por causa dos preços dos imóveis em forte aumento e da grande rotatividade de pessoas, este mercado continuará a oferecer um enorme índice de crescimento nos próximos anos. Os chineses representam 20% do consumo mundial do luxo no mundo e a totalidade da Ásia, mais de 50%”, assinala Claudia D’Arpizio, sócia da Bain & Company, que considera também a Índia, com crescimento entre 15 e 20% esperado para este ano, como “a maior oportunidade de venda para as grifes de luxo nos próximos 10 anos”.

Para Claudia D’Arpizio, o Sudeste Asiático com seus 600 milhões de habitantes é uma das três regiões com maior potencialidade para um futuro próximo, tendo Cingapura como trampolim para acelerar a penetração das marcas em novos mercados como Indonésia e Vietnam. A Turquia poderá representar este mesmo papel para a Eurásia Central, permitindo o desenvolvimento das marcas nesta região com forte potencial, enquanto a África é a terceira zona mais interessante. “Especialmente a África do Sul com seus 71.000 milionários”, diz Claudia D’Arpizio.

Leia também:

• China: primeiro mercado mundial de luxo
• Tênis com plataforma: união do sapato alto com o conforto
• O novo mocassino de Marc Joseph
• O homem mais alto do mundo procura sapatos

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

MAIS NOVIDADES