Notícias

Tel.:(11) 3897-6100

pt
en
es

COUROMODA 2024

Todos os serviços para sua participação na Couromoda.

VIAGEM E HOSPEDAGEM

Oportunidade de atualização com os principais temas do mercado.

CREDENCIAMENTO EMPRESARIAL

Garanta sua credencial para a mais importante feira de calçados da América Latina.

SÃO PAULO PRÊT-À-PORTER

Feira Internacional de Negócios para Indústria de Moda, Confecções e Acessórios.

Notícias da Couromoda

Calçado no Mundo

Notícias do Setor

Colunista

Lançamentos e Moda

Mídia

Facebook
Twitter
Pinterest
[wpavefrsz-resizer]

Mercado mundial do couro e seus números

O Conselho Nacional do Couro (Conseil National du Cuir – CNC – França) publicou relatório que ilustra o retrato do mercado mundial do couro, descrevendo tanto a relação importação/exportação, quanto os vários setores da cadeia de produção.

Sem surpresas, a China foi, em 2014, a primeira exportadora da cadeia de produção do couro (40,9% do mercado), à frente da Itália (11,1%), do Vietnam (6,8%), da França (4%) e da Índia (3,2%). Entre os outsourcers, os Estados Unidos chegaram à frente com (18,7%), seguidos por Hong Kong (6,8%), Alemanha (6,7%), Itália (6,4%), Japão (5,7%) e França (5,6%). Quanto aos fluxos, emerge que os principais movimentos desenvolvem-se naturalmente na região Ásia-Pacífico, que concentra 60% da produção mundial e grande parte é destinado a Europa com (22% da produção global) e USA (20%).

A pesquisa também mostrou que 33% da produção mundial efetuada na Europa, aproximadamente 23% são destinados ao mercado doméstico do Velho Continente.

Entre as outras inúmeras informações fornecidas pelo documento está que a China mantém-se como primeira exportadora mundial de calçados de couro (46,4% do mercado), de artigos de couro (52,6%), de vestuário /acessórios (32,2%), e couro cru (40,6%). É somente nas importações de couro curtido que a China é superada pela Itália (21,8%), Brasil (10,9%), Índia (6,1%), Coreia do Sul (4,7%) e Estados Unidos (4,7%). Como importadores, os Estados Unidos chegam à frente para vestuário/acessórios (20,9%), artigos de couro (20,3%) e calçados (22,3%), enquanto a China domina o tratamento de couro (18,7%) e os pelames crus (40,6%).

Leia também:
A nova Gucci by Alessandro Michele
Versace e sua moda sedutora
Ferragamo: faturamento em alta de 6%
Paris investirá 57 milhões de euros no setor da moda
Nike entrega seu setor de calçados para Michael Spillane

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

MAIS NOVIDADES