Home > Notícias
01/03/2019

Argentina: a partir de 2020, o fim da taxação sobre o couro

A Argentina reduzirá a tarifa da exportação da matéria-prima para curtumes de 10% para 5% até o final do ano. Em seguida, a Casa Rosada planeja atingir a liberalização total até 2020. Estas são as garantias que Mauricio Macri, presidente do país desde dezembro de 2015, ofereceu durante a última reunião com os representantes da Mesa de la Carne, a associação que representa os atores da indústria zootécnica argentina.

O gesto de relaxamento do governo, há anos empenhado em um laborioso processo de liberalização, surge dois meses após os anúncios de setembro, quando foi confirmada a aplicação de novas tarifas à exportação de mercadorias, incluindo couro acabado e semi-acabado, com repercussão imediata na cadeia internacional de fornecimento de couro, a partir do aumento do preço dos couros salgados argentinos.

A Mesa de la Carne, por outro lado, impõe uma taxa zero sobre a matéria-prima de curtimento, de modo a aumentar as receitas dos subprodutos da cadeia de fornecimento.

Leia também:
Tendências masculinas para o inverno 2020
Ambicioso projeto da Adidas pretende reduzir de 15 para seis meses processo de criação a lançamento de produto
Puma: calçado lidera as vendas e receita total da grife chega a cifra recorde de 4,6 bilhões de euros em 2018
Stella International acelera processo de transferência de produção para fora da China