Home > Notícias
15/06/2018

Com produção em colapso, calçadistas argentinos fazem apelo ao governo

Havia a associação de calçado (UIA), a de fabricação de couro (CGERA) e os principais sindicatos de referência. A cadeia de couro argentina se reuniu recentemente, segundo informou a imprensa local, para organizar uma mesa interfederal no setor para representar suas necessidades políticas, começando por solicitar, ao menos temporariamente, o bloqueio das importações de produtos de couro.

É o enésimo sinal de alarme dado pelos trabalhadores de Buenos Aires após o lançamento das reformas liberais do governo Macri. Nos últimos dias, a CIC, uma das marcas que reúne a indústria calçadista do país, anunciou que, entre 2015 e 2017, o volume de compras de calçados estrangeiros aumentou de 22,6 para 34,5 milhões de pares, no mesmo período em que a produção nacional caiu de 125 milhões para pouco menos de 100. Também neste caso, as partes interessadas pediram à Casa Rosada para proteger a produção local.

Leia também:
A nova coleção de tênis Chain Reaction da Versace
Fórum do Calçado no Porto produz documento conjunto de apoio ao livre comércio para conter onda protecionista
A jaqueta de motoqueiro completa 90 anos e segue como ícone da moda mundial
Governo chinês reduz alíquota do IVA para estimular economia