Home > Notícias
06/10/2017

Bally: desejada por muitos

Desde que a JAB Luxury, divisão de luxo do grupo alemão JAB Holdings, vendeu a Jimmy Choo ao americano Michael Kors, os olhos da empresa estão sobre sua outra marca de calçados: a suíça Bally, que foi colocada à venda em abril por quase 600 milhões de euros.

De acordo com várias fontes próximas ao dossiê citado pela Bloomberg, as candidatas estão se multiplicando principalmente na Ásia, onde a Bally é muito apreciada; e em especial na China, onde, em junho, a marca suíça contratou pela primeira vez uma porta-voz expressamente para o mercado Ásia-Pacífico, a atriz Tang Yan.

E dentre os candidatos à compra estão dois nomes chineses muito importantes. O primeiro é o conglomerado internacional Fosun, liderado pelo bilionário Guo Guangchang e já ativo na moda; e o segundo é ninguém menos que a gigante chinesa Fujian Septwolves Industry, fundada em 1990 por Zhou Shao Xiong.

Até a japonesa Itochu Corporation está interessada na operação. Na sua divisão de vestuário, o gigante já possui marcas como Hunting World, LeSportsac e Mila Schön, entre outras, bem como 34% das fabricantes de jeans Paul Smith e Edwin.

Leia também:
A leveza dos calçados Soldini conquista o consumidor
BasicNet compra a Sebago e aumenta seu leque de marcas
Na China, altas multas para quem copiar os calçados da New Balance
O acessório está na moda na Première Classe
Para os calçados, o futuro é agora