Home > Notícias
11/12/2019

Grupo Bottero aprofunda sustentabilidade e já recicla 60 toneladas ao mês

O Grupo Bottero, um das maiores fabricantes de calçados em couro do Brasil, com 14 plantas industriais no Rio Grande do Sul, decidiu radicalizar em sustentabilidade. Por isso, adotou uma série de processos para melhorar a qualidade de seus produtos e, mais que isso, também para reduzir ao máximo os impactos ambientais.

O conjunto das ações já resulta na reciclagem de 60 toneladas de resíduos ao mês que, anteriormente, viravam lixo. Com esse total, a organização já está perto de atingir os 100% de reaproveitamento, em um processo que abrange todo o parque fabril – desde o refeitório até a fabricação do calçado. Atualmente, 97% do total dos resíduos já são reciclados ou reaproveitados.

Algumas parcerias são fundamentais para a reciclagem das 60 toneladas mensais. Uma delas é com a empresa Ambiente Verde, que resulta na produção de uma palmilha sustentável. O que antes era "lixo" se transforma em um novo material, que por sua vez retorna ao processo fabril em forma de novo e qualificado componente. Desde que a parceria teve início, há quatro meses, já foram recicladas mais de 8 toneladas de resíduos (o que resulta na média de 2 toneladas mensais). Como resultado, até agora a Bottero já utilizou 7,6 mil metros quadrados deste novo componente em forma de palmilhas.

Uma boa parcela dos resíduos da empresa (46 toneladas mensais) é transformada em nada menos que combustível. Esse processo é viabilizado pela Fundação Proamb, que encaminha esse novo produto para ser utilizado nos fornos de cimento. As cinzas geradas são totalmente incorporadas ao cimento.

Além destas, uma parte dos rejeitos do Grupo Bottero também é destinada à empresa Ilsa, que transforma cerca de 12 toneladas de resíduos de couro em fertilizantes a cada mês. A parceria está completando dois anos agora em novembro.

A sustentabilidade é hoje, portanto, uma prioridade para o Grupo Bottero. Além da classificação correta dos resíduos, a organização mantém o foco na redução de lixo. “Somente este ano, por exemplo, já economizamos mais de 3 mil metros de couro, devido ao novo sistema de corte e treinamento dos colaboradores”, destaca Luiz André Simon, diretor industrial.

“São ações fortes, de consciência social e produtiva, já institucionalizadas na empresa, e que repercutem junto ao meio ambiente e em favor do conjunto da sociedade”, aponta Luiz Roberto Bianchi, que responde pela imagem institucional do Grupo Bottero.

Sobre a Bottero
Com 14 plantas industriais em seis unidades fabris no Rio Grande do Sul e 2,3 mil empregos diretos, o Grupo Bottero figura no ranking das maiores produtoras de calçados em couro do Brasil. Com sede em Parobé (RS), a empresa produz 20 mil pares dia. São duas marcas direcionadas ao público feminino – Bottero e Verofatto – e está presente em mais de 5 mil pontos de venda no Brasil. Também possui forte tradição na exportação e já está presente em 37 países das três Américas, África, Europa e Oriente Médio.