Home > Notícias
03/03/2018

China corta tarifas de importação para tecidos e sapatos

A China anunciou o corte de tarifas para tecidos de caxemira, carne e sapatos. Também aplicou a mesma política para fraldas, leite em pó e o inusitado abacate. Pequim reduz impostos e a lista de produtos é bem longa. Conforme relatado pela imprensa de Xinhua, que reporta ao Ministério das Finanças, são 187 produtos.

Não é a primeira vez que isso acontece. A mesma medida foi tomada em 2015. O motivo? Tornar alguns produtos de qualidade mais acessíveis. Na verdade, milhões de chineses que vão ao exterior para pagar menos, com impostos reduzidos vão ficar em casa e comprar produtos estrangeiros em lojas locais.

A medida está em vigor desde 1º de dezembro. Assim, a China abre as portas para o mundo, anunciando uma redução nos impostos de 187 produtos, que representam 30% das importações totais, atingindo uma média de 7,7% dos atuais 17,3% a partir de 1º de dezembro. A novidade abrange muitos bens de uso comum e bens cuja produção está carente na terra da segunda maior economia do mundo. Entre eles, os sapatos.

Pesquisa mostrou que 42 milhões de consumidores chineses compraram produtos estrangeiros pela internet no ano passado por 1.200 bilhões de iuanes, cerca de 182 bilhões de dólares. Para 2017, o número deve subir em 59 milhões para um volume total de 280 bilhões.

Leia também:
Indonésia pede livre comércio
Mocassins? Sim, mas com salto alto!
Balenciaga supera a Gucci entre as queridinhas da moda
Nike: ninguém resiste ao VaporMax em couro
Chanel: uma loteria para os tênis que podem render muito dinheiro
Caem as barreiras na Europa para compras online
Gardabags: o novo evento para artigos de couro