Home > Notícias
13/09/2019

China recorre à Organização Mundial do Comércio por sobretaxas impostas pelos Estados Unidos

O novo capítulo da guerra comercial entre Estados Unidos e China será escrito nas salas do Tribunal da Organização Mundial do Comércio (OMC). O Ministério do Comércio da República Popular anunciou em nota oficial a interposição de recurso junto à OMC contra as últimas taxas impostas pelo governo dos Estados Unidos sobre mercadorias “made in China”.

Segundo estimativas dos analistas, os novos impostos estabelecidos pelo presidente Donald Trump atingiriam US$ 300 bilhões em importações de bens e, em parte, estão em vigor desde 1º de setembro. O governo chinês se opôs a essa nova intervenção, a qual até a indústria americana de calçados é contrária, anunciando que “defenderá firmemente seus direitos e interesses legítimos”, bem como o modelo de comércio multilateral e a ordem internacional baseadas nas regras estabelecidas no contexto da OMC.

Os representantes da República Popular acusam os Estados Unidos de violarem o acordo assinado por Trump e seu colega chinês Xi Jinping durante a reunião bilateral realizada em Osaka, no final de junho, durante o G20, no qual foi decidido que os dois países recomeçariam as negociações comerciais.

Leia também:
Milão: capital mundial da moda e das feiras
Christian Louboutin vence o Couture Council Award 2019, em Nova Iorque
Mostra alemã Gallery Shoes teve performance satisfatória; parceria com expositores espanhóis foi elogiada
Partido conservador de Boris Johnson perda maioria no parlamento inglês e Brexit se complica ainda mais