Home > Notícias
13/01/2020

COUROMODA: Largada com confiança em um 2020 altamente positivo para o setor

A abertura oficial da Couromoda 2020 - que contou com a presença dos governadores de São Paulo, João Doria, e do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite - foi marcada por um clima de confiança em um ano altamente positivo para setor calçadista. O fundador e presidente da Couromoda, Francisco Santos, abriu a cerimônia lembrando que diversos são os sinais que permitem vislumbrar um ano promissor, com uma lenta, porém firme, retomada do consumo. "As vendas da Black Friday e de final de ano foram muito boas e tivemos o melhor Natal dos últimos anos, o que animou o varejo e deve garantir a boa visitação e a retomada dos negócios que teremos nestes três dias aqui no Center Norte", ponderou.

Conforme Santos, os complexos ajustes e as primeiras reformas saíram do papel e outras devem acontecer neste ano, garantindo novos empregos, mais renda e retorno do crescimento. "Mas é notável o que aconteceu em São Paulo e no Rio Grande do Sul, polos que têm tradição centenária na fabricação de calçados e que mereceram de seus governos uma atenção que o setor já não tinha há décadas. O governador João Doria, que conhece e acompanha a Couromoda e o setor desde 1985, foi decisivo para a redução do ICMS para 3,5% em novembro, devolvendo às indústrias locais a competitividade necessária. Esta posição firme do nosso governador, trabalhando em conjunto com os líderes de Franca, Birigui e Jaú, como o Secretário Henrique Meirelles, com a Secretaria Patricia Ellen e com o Presidente do Investe São Paulo, Wilson Mello, deu um novo alento aos expositores de São Paulo, que se apresentam nesta Couromoda com design, moda e preço. E, por certo, reforçou o trabalho que também vinha sendo feito no Rio Grande do Sul, onde o Governador Eduardo Leite reduziu a alíquota do ICMS para 4% no final de dezembro, depois de uma ampla análise com a sua equipe e as lideranças do Vale do Sinos", enfatizou.

Segundo o presidente da Couromoda, os governadores de São Paulo e do Rio Grande do Sul apostam nos clusters calçadistas de seus estados como centros produtores de riquezas e geradores de empregos. E a redução do ICMS vai neste sentido e é acompanhada de outras ações que vão incentivar, das mais diversas maneiras, o desenvolvimento destes polos, fomentando a capacitação e a melhor gestão empresarial.

"Dentro deste contexo, a Couromoda 2020 se apresenta ao mercado com o que há de melhor na produção de calçados, artefatos e acessórios, devendo receber milhares de compradores nacionais e importadores de mais de 30 países, que vêm conhecer e comprar a qualidade e o design brasileiro. Serão três dias de do bom convívio entre quem produz e quem leva nossos produtos ao mercado, com tempo para palestras interessantes no Fórum Couromoda de Varejo, iniciativa que há cada ano traz as novidades e os temas da atualidade para os lojistas brasileiros. Ciente do seu papel de liderança e de cartão de visitas de todo o setor coureiro-calçadista brasileiro para os mercados doméstico e internacional, a Couromoda segue firme no seu propósito de promover e consolidar a imagem do Brasil como grande player global na produção de calçados", concluiu.

Governadores fizeram balanço positivo e projetaram crescimento
Destaques da abertura oficial, os governadores Doria e Leite usaram seus pronunciamentos para fazer um balanço positivo de suas gestões e também projetar um ano de 2020 de crescimento. O mandatário gaúcho lembrou que "quem gera emprego é a iniciativa privada" e que cabe aos governantes proporcionar um ambiente favorável ao empreendedorismo e aos negócios. Avanços nas privatizações, aprovação da reforma da previdência estadual e o novo código ambiental foram alguma das conquistas apontadas por Eduardo Leite. "Chega de desconfiança dos governos em relação aos empresários. O Rio Grande do Sul cresceu 2,7% em 2019, acima dos 0,9% registrado pela economia nacional. Contribuímos para este quadro geral positivo e esperamos ainda mais para 2020", enfatizou Leite. "Vamos fazer deste país a grande nação que ele merece ser", finalizou.


Governadores Eduardo Leite (RS) e João Doria (SP) se mostraram confiantes no setor e na economia

Doria, por sua vez, lembrou que o governo de SP segue linha similar ao do RS, ambos apoiadores de uma agenda liberal, com menor intervenção estatal possível. "Todas as nossas ações exigem a contrapartida de todos os envolvidos. Acabou o tempo do estado paternalista. E o governo de SP age assim", enfatizou. O governador de SP desafiou os representantes do setor calçadista paulista a incrementarem sua projeção de crescimento. "O nosso estado deve crescer 3,5% em 2020. Esperamos que o segmento calçadista ultrapasse a perspectiva inicial, que era de 2,5%, e se junte ao estado nos 3,4%", afirmou.

O governador de São Paulo não poupou elogios à Couromoda e lembrou o caráter inovador e de fomentadora de negócios que a mostra sempre teve. Doria concluiu seu pronunciamento destacando as missões empresariais capitaneadas pelo governo do estado para a China (no ano passado) e para Dubai (que vai ocorrer em fevereiro) como exemplos de estratégias de sucesso. "Praticamente tudo bancado com dinheiro da iniciativa privada", complementou.