Home > Notícias
13/02/2020

Evento Pitti Bimbo foi positivo para o segmento de calçados infantis

Sem dúvida, o evento Pitti Bimbo, que aconteceu de 16 a 18 de janeiro, em Florença, na Itália, estimulou o mercado de calçados infantis. Foram 560 expositores (60% de fora da Itália) na 89ª edição do Pitti Bimbo. Cerca de 10.000 visitantes compareceram ao evento (dentre eles, 5.900 compradores).

Os expositores esperam que a feira tenha dado um impulso concreto no mercado de calçados infantis, que, em 2018, teve a Itália como exportadora de 11,6 milhões de pares de sapatos (+1,1% em relação a 2017), gerando € 398 milhões (+6,5%). Ainda em 2018, a importação de calçados foi o dobro da exportação (23,8 milhões), mas com faturamento inferior a € 322 milhões.

Mais de 83% dos calçados exportados são de couro. Comparando 2013 e 2018, observa-se uma redução de 7,8% na exportação de calçados infantis de couro e 18,4% na importação, enquanto a receita aumentou 11,8% (+4,8% na importação). A Alemanha é a principal compradora de calçados italianos (ao preço médio de €27,12), seguida pela Suíça (preço médio disparado em €76,99) e a França (preço médio de € 30,50).

Segundo Raffaello Napoleone, CEO da PittiImmaginne: “O Pitti Bimbo é porta-voz de um setor que busca entregar criatividade, inovação e altíssima qualidade nas propostas da moda e do estilo para crianças em uma fase complexa da conjuntura. (...) Um dinamismo e uma busca de concretude que foram testemunhados pelos compradores internacionais que encontramos durante o evento, incluindo as boutiques mais influentes, grandes lojas de departamento, plataformas de comércio eletrônico, todos os nomes da mais alta qualidade, de acordo com os nossos expositores.”

Entre os países mais representados, a Rússia confirmará formalmente, o posto que mais uma vez se tornou o principal mercado de referência para a feira, além da França; também houve uma boa participação de compradores dos Estados Unidos, China e Emirados Árabes Unidos. Os clássicos 15 países principais participantes esperados no 90º Pitti Bimbo - depois da Rússia - são Espanha, Reino Unido, Alemanha, Turquia, Ucrânia, França, China, Holanda, Bélgica, Grécia, Estados Unidos, Coréia, Polônia e Japão.

Leia também:
Grupo LVMH: 53,7 bilhões de motivos para sorrir
Epidemia de coronavírus: Lineapelle e Simac Tanning Tech sem chineses, APFL em risco e feiras chinesas adiadas
Alessandra Albarelli é a nova gerente geral da Riva del Garda Fierecongressi S.p.A
Evento Pitti Bimbo foi positivo para o segmento de calçados infantis