Home > Notícias
29/03/2017

Foco na defesa do varejo de calçados

MARCONE TAVARES
Empresário/lojista e presidente da Ablac - Associação Brasileira de Lojistas de Artefatos e Calçados



Ao assumirmos a presidência da Ablac, em janeiro, durante a Couromoda 2017, anunciamos a disposição de atuarmos firmemente na defesa e no aumento da representatividade política do varejo de calçados. É o que estamos fazendo desde então, juntamente com os integrantes da diretoria executiva da entidade, agora formada por novas redes de lojas, às quais trazem consigo uma valorosa experiência.

Em uma das frentes de atuação, mantivemos audiências com os ministros do Turismo, Marx Beltrão, e da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, Marcos Pereira, além do senador Renan Calheiros, líder do PMDB no Senado Federal, em Brasília/DF, quando lhes apresentamos a entidade, o perfil do setor (até então desconhecido dos ministros) e os principais pleitos do varejo calçadista.

Com seu apoio, entregamos em diferentes ministérios reivindicações que visam à melhoria da competitividade do comércio de calçados, que nos últimos quatro anos sente os efeitos da crise econômica e do aumento dos custos, que impactam diretamente na viabilidade do negócio.

Entre elas, estão a desoneração da folha de pagamento (equalização da alíquota do varejo, de 2,5%, à da indústria, que é de 1,5%) e a flexibilização do sistema trabalhista, através da implantação do part time, do contrato por hora trabalhada (e não mensalista) e da regulamentação da lei de cotas (PCD e Menor Aprendiz) pelo mínimo exigido pela Constituição Federal. Além disso, na área de tributos, propomos a volta do crédito de ICMS de produtos importados à base anterior de 7% (hoje é de 4%) e o reajuste das faixas de faturamento do Simples Nacional pela inflação.

Garantias judiciais
Também estamos atuando no sentido de garantir judicialmente o ressarcimento dos valores pagos pelos lojistas após a exclusão do ICMS no cálculo do PIS/Cofins (Lucro Real ou Presumido), após a derrota do governo no STF, assim como nos manifestamos a favor da aprovação da terceirização irrestrita das atividades das empresas, que beneficia também o varejo de calçados.

Também estamos constituindo grupos de trabalho voltados ao debate de temas relevantes e à proposição de ações que levem ao desenvolvimento do varejo de calçados. Sem dúvida alguma, os lojistas de calçados estão mobilizados no sentido de garantir melhores condições para a condução de seus negócios e assegurar o aumento da sua rentabilidade.

A Ablac reúne de pequenas lojas e grandes redes de varejo, mas estimula a filiação de outras empresas varejistas para que sua atuação seja ainda mais consistente e resulte em benefícios a todos os associados e ao varejo em geral. Junte-se a nós, compartilhe conosco suas ideias e experiências e, juntos, vamos fazer nosso setor ser ainda mais forte em todos os sentidos.