Home > Notícias
15/06/2018

Fórum do Calçado no Porto produz documento conjunto de apoio ao livre comércio para conter onda protecionista

Representantes das associações nacionais de calçado e câmaras de comércio dos cinco continentes assinaram uma declaração conjunta de apoio ao comércio livre e justo durante o terceiro Fórum Internacional do Calçado, realizado no Porto, no dia 16 de maio de 2018. Uma decisão extremamente necessária para neutralizar as ondas protecionistas que ameaçam impedir o livre fluxo de mercadorias, reduzir o consumo, o investimento e as oportunidades de emprego para empresas de calçados no mundo.

No final do terceiro Fórum Internacional do Calçado organizado pela CEC- Confederação Europeia do Calçado e focado em comércio internacional, representantes das associações de calçado e câmaras de comércio em todo o mundo assinaram uma declaração conjunta comprometendo-se a cooperar para o comércio livre e justo na indústria do calçado. A assinatura representa, ao mesmo tempo, a firme oposição a todos os tipos de tarifas e barreiras não-tarifárias, mas também o pedido para a política de estabelecer um campo de jogo justo e aberto para o mercado global, sem e práticas de dumping e contrafação.

Mas também o compromisso de apoiar os resultados com o compartilhamento e ação de lobby dos respectivos governos nacionais. Mais uma vez, a plataforma do Fórum Internacional do Calçado, organizada pela CEC, centra-se na cooperação internacional para encontrar soluções para as questões críticas do setor: “A médio e longo prazos, os regimes protecionistas só podem ajudar a tornar as empresas mais frágeis. Com uma economia e sociedade em rápida evolução e governadas por consumidores, as associações nacionais e os atores políticos devem buscar iniciativas conjuntas para assegurar que nossas empresas possam se beneficiar das oportunidades comerciais de um mercado livre e justo. Hoje é um dia importante para a nossa indústria mundial de calçados e acredito que seja o início de uma colaboração transparente e aberta entre representantes dos cinco continentes para o comércio livre e justo", ponderou Cleto Sagripanti, presidente da CEC, ao assinar o documento.

Leia também:
A nova coleção de tênis Chain Reaction da Versace
A jaqueta de motoqueiro completa 90 anos e segue como ícone da moda mundial
Governo chinês reduz alíquota do IVA para estimular economia
Com produção em colapso, calçadistas argentinos fazem apelo ao governo