Home > Notícias
13/03/2020

Geox: queda nas receitas em 2019 e prejuízo em alta

A Geox fecha 2019 com receita de 805,9 milhões de euros, uma queda de 2,6% nas taxas de câmbio atuais, em comparação aos 827,22 milhões alcançados no ano anterior. O prejuízo líquido registrado foi de 24,8 milhões de euros, enquanto o vermelho registrado no ano anterior foi de 5,3 milhões.

O grupo calçadista também exibiu os efeitos de 2020 resultantes da propagação da epidemia do Coronavírus, primeiro na China e na região Ásia-Pacífico e depois na Itália e de maneira menos impactante no resto da Europa. A nota oficial afirma que as vendas comparáveis (like-for-like), depois de estarem positivas até o final de janeiro de 2020 (dígito baixo a médio), agora caíram quase 5%, considerando também as lojas temporariamente fechadas.

A Geox continua monitorando atentamente a situação “para implementar ações que refletem contrastes e possibilitam impactos negativos nos negócios”, também conhecido como “riscos estreitamente compatíveis com os preços das previsões para 2020”. Continua positivo, mesmo nas últimas semanas, o desempenho do canal on-line direto com tendências sustentadas em todos os principais mercados, exceto na China.

Leia também:
Coronavírus afeta circuito mundial de feiras
Tradicional marca de calçados masculinos, Church investe e aposta cada vez mais no público feminino
Gigante industrial chinesa Yue Yuen retoma gradativamente produção; apesar disso, prejuízos serão enormes
Rotulagem de procedência obrigatória na Rússia: segue a novela