Home > Notícias
13/03/2020

Gigante industrial chinesa Yue Yuen retoma gradativamente produção; apesar disso, prejuízos serão enormes

A produção é retomada, com algumas exceções. A logística sofre. A rede (colossal) de lojas requer “monitoramento de emergência constante”. Para gerenciá-la, a gigante chinesa Yue Yuen Industrial criou uma comissão interna especial.

A “rainha” da terceirização de calçados (entre os seus clientes estão praticamente todas as marcas de sport/outdoor dos Estados Unidos e União Europeia) começa a voltar ao normal após a epidemia do Coronavírus. Em nota oficial publicada on-line por YueYuen, lê-se que “os locais de produção do grupo na China retomaram totalmente a atividade. As exceções são linhas localizadas na província de Hubei."

Para sua subsidiária Pou Sheng (com sede em Hong Kong), a Yue Yuen criou uma comissão interna para monitorar o desenvolvimento da epidemia. Isso porque Pou Sheng gerencia diretamente 5.500 lojas e está presente em 3.000 outros pontos de venda. Uma rede de distribuição gigantesca, que sofre com graves repercussões. De acordo com as previsões da Yue Yuen, isso acarretará “uma queda significativa nos lucros”.

Leia também:
Coronavírus afeta circuito mundial de feiras
Tradicional marca de calçados masculinos, Church investe e aposta cada vez mais no público feminino
Geox: queda nas receitas em 2019 e prejuízo em alta
Rotulagem de procedência obrigatória na Rússia: segue a novela