Home > Notícias
10/05/2017

Grendene já teve lucro líquido de R$ 171,8 milhões esse ano

A Grendene – uma das maiores fabricantes mundiais de calçados – registrou lucro líquido de R$ 171,8 milhões no primeiro trimestre, crescimento de 19,6% em relação ao mesmo período de 2016. A companhia finalizou o trimestre com um aumento de 7,2% na receita líquida, que chegou a R$ 510,1 milhões, e crescimento de 33,3% no Ebit, alcançando R$ 109,7 milhões. Obteve melhora em todos os seus indicadores. As margens: bruta, Ebit, Ebitda e líquida cresceram 1,6 p.p., 4,2 p.p., 4,2 p.p. e 3,5 p.p. respectivamente.

Nos três primeiros meses do ano, a Grendene produziu 37,9 milhões de pares, volume 8,5% superior ao ano anterior. Líder nas exportações de calçados brasileiros há 15 anos, a companhia manteve sua colocação na remessa ao mercado externo, respondendo por 35,2% do volume total de calçados exportados e totalizando 11 milhões de pares.

De acordo com Francisco Schmitt, diretor financeiro e de relações com investidores da Grendene, os bons resultados obtidos estão em linha com o que havia sido declarado pela companhia na última divulgação de resultados. "O início de 2017 demonstrava tendências positivas, o que acabou se comprovando nos números alcançados no trimestre. Ultrapassamos 2016 e nos aproximamos do desempenho registrado em 2015, mas com indicadores de maior eficiência operacional", reforça.

Combinação vantajosa de elementos
O balanço foi favorável por uma combinação vantajosa de alguns elementos como elevação de todas as margens, além do ganho de market share. O Custo do Produto Vendido (CPV) total avançou 3,9% (inferior ao crescimento da receita líquida) e queda de 4,1% no CPV por par quando comparado ao primeiro trimestre de 2016. Já nas exportações, a companhia enfrentou um dólar médio 19,6% depreciado em relação ao real, mantendo o valor das exportações em dólares.

Com isso, a geração de caixa operacional atingiu R$ 192,2 milhões, elevando o caixa líquido para R$ 1,7 bilhão e o bruto para R$ 1,9 bilhão - aumento de 14,8% e 17,9% ante 31 de dezembro de 2016. “As expectativas de retomada de crescimento para o ano tornam-se mais concretas, porém, são conjecturas e por isso difíceis de prever com exatidão. Entretanto, a Grendene segue preparada, com suas capacidades financeira e operacional intactas, para a retomada da economia”, reitera Schmitt.

NÚMEROS DA EMPRESA

PRODUÇÃO EM MILHÕES DE PARES > 37,9
- Mercado interno > 26,9
- Exportação > 11,0

PREÇO MÉDIO EM R$ > 16,40
- Mercado interno > 17,55
- Exportação > 13,64

FATURAMENTO EM R$ MILHÕES
Receita bruta > 621 (+9,6%)
Lucro líquido > 171,8 (+19,6%