Home > Notícias
28/06/2018

Marca britânica Clarks fecha 2017 no vermelho, mas se mantém otimista

A Clarks fecha o ano em vermelho e volta a produzir no Reino Unido (com robôs) para reverter a rota. A marca britânica histórica fechou o último exercício (01 de fevereiro de 2017 - 31 de janeiro, 2018) tendo vendido 47,6 milhões de pares de sapatos e obtendo uma receita de 1,54 bilhões de libras (1,76 bilhão de euros), uma diminuição de 7% em relação ao orçamento anterior. O lucro operacional caiu 29%.

O CEO Mike Shearwood não hesitou e disse que os resultados estão de acordo com o que é esperado e com as estratégias estabelecidas, afirmando que a perda é devida às reformas tributárias dos Estados Unidos, principal mercado da empresa, além de um impacto negativo de 33 milhões de libras devido ao Brexit.

Apesar disso, Shearwood está otimista. “Há muitas oportunidades para a Clarks. Nós somos a segunda melhor marca de calçado e desempenho no Alibaba e estamos olhando para o nosso negócio a partir de uma perspectiva global”, conclui.

Leia também:
Muitas dúvidas pairam sobre o Brexit e os calçados
Pela primeira vez a Chanel revela dados financeiros e confirma seu vigor econômico
Pesquisa aponta quais são as marcas de luxo preferidas pelos chineses mais ricos
Rede polonesa de lojas CCC segue com aquisições de outros grupos de varejo