Home > Notícias
28/09/2018

Empresário chinês Jack Ma dá adeus ao gigante do e-commerce Alibaba

Em 10 de setembro, Jack Ma, o homem mais rico da China, abandonou o cargo de presidente executivo da gigante de e-commerce Alibaba, que fundou em 1999 em seu apartamento em Hangzhou, para dedicar mais tempo às atividades de filantropia no setor de educação.

Foi isso que ele mesmo anunciou, mas, ao The New York Times, explicou que Ma permanecerá no conselho de administração da empresa para monitorar sua evolução. No entanto, o bilionário de 54 anos salientou que este é “o início de uma era” para ele, indicando seu desejo de seguir os passos de Bill Gates.

“Eu amo a educação”, acrescentou o ex-professor de inglês, que possui uma fortuna estimada em cerca de US$ 37 bilhões, que já havia reduzido seu papel na Alibaba, abandonando a posição de CEO em 2013.

O atual gerente geral da Alibaba, Daniel Zhang, 46 anos, o substituirá como presidente (e também como CEO), enquanto Ma completará seu mandato atual na diretoria da Alibaba após a reunião geral anual da empresa em 2020.

Hoje, o grupo (que em 2014 bateu o recorde mundial na Bolsa de Valores de Nova York de um IPO no valor de US$ 25 bilhões) é um dos gigantes globais de vendas por meio de atividades como Alibaba.com, TMall e Taobao. Também graças à Alibaba, em dez anos o peso da China nas transações globais de e-commerce aumentou de 1% para 40%, segundo dados da McKinsey&Company.

Leia também:
China: chegam as lojas “falsas” mauro@gbmcomunica.com.br
Fusão das lojas de departamentos alemãs Karstadt e Kaufhof cria gigante de € 5,4 bi
Distribuidores e varejistas de calçados dos EUA criticam política de Trump que prevê sobretaxar mais produtos chineses
Detentor da Zara, grupo Inditex atinge € 1,4 bi de lucro no primeiro semestre