Home > Notícias
26/04/2019

Kering e LVMH doam 300 milhões de euros para a reconstrução da catedral de Notre Dame

A Kering e a LVMH doaram um total de 300 milhões de euros para financiar a reconstrução da catedral de Notre Dame. O luxo francês não fica indiferente ao desastre de Paris, o incêndio que devastou em poucas horas um dos lugares mais emblemáticos da cidade e do país, na noite de 15 de abril.

Em primeiro lugar, François-Henry Pinault, presidente e CEO da Kering, anunciou o compromisso da família, através da empresa financeira Artémis, de doar 100 milhões de euros à Notre Dame, seguido da promessa da LVMH de colocar mais 200 à disposição.

Os dois conglomerados, que juntos gerenciam marcas icônicas de alta costura, como (entre outros) Louis Vuitton, Gucci e Bottega Veneta, se mobilizam para salvar um monumento declarado pela UNESCO como Patrimônio da Humanidade.

As causas do incêndio ainda não são conhecidas: o Ministério Público de Paris, abrindo o processo de investigação por desastre culposo, parte do pressuposto de que se trata de um acidente. O incêndio começou por volta das 18:30, provavelmente em um dos andaimes e levou ao colapso da torre e de parte do teto da catedral medieval em poucas horas.

O trabalho de 400 bombeiros foi necessário para extinguir as chamas, informou a imprensa internacional, enquanto as piores consequências foram evitadas apenas porque a brigada de incêndio conseguiu impedir que a torre do sino acabasse nas espirais do incêndio.

Leia também:
Louis Vuitton, Balenciaga e Valentino mostram a moda para a temporada mais fria do ano
Vans presta homenagem ao ícone musical David Bowie com coleção exclusiva em alusão ao terceiro ano de sua morte
Bata comemora 125 anos, introduzindo a estratégia fast fashion em suas operações
Varejo dos Estados Unidos: recuperação é real?