Home > Notícias
05/10/2018

Micam & Mipel: números finais e a moda apresentada nas grandes feiras italianas


As feiras italianas Micam e Mipel, realizadas em Milão entre os dias 16 19 de setembro, divulgaram seus números. Comecemos pelos calçados. A edição número 86 da Micam contou com a presença de 45.424 visitantes, dos quais 27.272 eram estrangeiros e 18.152 italianos. O número de visitantes foi semelhante ao da edição de setembro de 2017 e mostrou um aumento de 2,7% em relação a fevereiro de 2018.

No âmbito internacional, houve um grande aumento de visitantes da China e Hong Kong, que juntos saltaram 68,6%, seguidos pelos norte-americanos (+43,2%). Na Europa, a Espanha cresceu (+9,6%), assim como Portugal e Suíça. Decrescem a França, Alemanha, Rússia e região da Comunidade dos Estados Independentes.

A presidente da Assocalzaturifici, Annarita Pilotti afirma que “a Micam continua sendo um evento com forte vocação internacional. Para manter essa supremacia, pedimos ao vice-primeiro-ministro Di Maio, por ocasião de sua visita, que liberasse os recursos possíveis para as pequenas e médias empresas e trabalhasse para abaixar a carga fiscal.”

Agora, o setor de acessórios. A 114ª edição da Mipel foi, segundo os organizadores, “a melhor de todas, considerando-se o crescimento do número de expositores e de visitantes”, que chegaram a cerca de 13.000 - um aumento em relação a fevereiro de 2018 e setembro de 2017, com picos nos dois primeiros dias do evento.

Participação notável de visitantes do Japão e da Coreia do Sul, assim como também da China, Rússia e Ucrânia. Os números foram significativos, ainda, dos profissionais oriundos dos Estados Unidos, Austrália e Portugal. Os alemães decresceram e os italianos se mantiveram estáveis.

Para Danny D’Alessandro, diretor-geral da Mipel e da Assopellettieri, “estamos crescendo e consolidando um papel importante em nível internacional. A Mipel é uma plataforma disponível para o sistema de produção de artigos de couro e é um exemplo da Itália que trabalha e quer vencer na competição internacional. Estamos abertos ao futuro e à inovação. Pedimos às nossas empresas que acreditem em nossas propostas”.

Micam, a moda
Leves, confortáveis e coloridos. Estes são os sapatos, sobretudo tênis e sandálias, que usaremos na próxima temporada de verão, expostos na Micam de Milão. As propostas, portanto, estão focadas principalmente em satisfazer o primeiro critério de escolha do consumidor, afora o preço: conforto.

Os saltos estão menores, mas continuam essenciais para os sapatos de um determinado nível. Os produtores procuram a autenticidade do produto, em especial através dos materiais e, dentre esses, o couro. Formas, desenhos e estampas são idealizados para dar ao produto final uma característica atemporal.

As formas são essenciais, clássicas ou retrabalhadas, enquanto as cores são vivas e brilhantes. No geral, há uma tendência de misturar os diversos materiais, couro, tecidos, juta e outros mais técnicos de nova geração. Uma tendência que não passa despercebida no mundo dos tênis, onde a oferta cobre todos os gostos e necessidades.

Além dos materiais, os estilos também são mistos, especialmente em calçados casuais, em que a gáspea é mais “séria” e a sola, esportiva.



Leia também:
Ferragamo à venda?
Entrave para o calçado italiano: União Europeia renova as tarifas sobre a Rússia
Evento Gallery Shoes confirma expectativas e consolida-se no calendário internacional do setor
Coleção verão 2019 da A.S. 98 nasce da fusão do sportswear e do urban