Home > Notícias
08/12/2020

Consultor sênior da Couromoda, Miguel de Petta morre aos 95 anos

Vitima da da Covid-19, Miguel de Petta faleceu no domingo, dia 6, aos 95 anos. Ele foi representante da Couromoda por décadas e era consultor sênior da feira desde 2014, quando se aposentou das atividades cotidianas.

O fundador e presidente da Couromoda, Francisco Santos, afirma que Miguel era um exemplo de vitalidade e entusiasmo, sempre fazendo seu trabalho com muito afinco e qualidade. "Ele teve um vida plena e alegre, e deixará muitas saudades", complementou.

O Diretor Geral da Couromoda, Jeferson Santos, em suas redes sociais, lamentou muito a morte de Miguel, a quem chamava de professor. "Ser humano único! Meu professor, minha motivação. Sem você, nunca teria chega onde cheguei. Só nós sabemos em quantas portas batemos para vender a Couromoda há 30 anos. O seu legado ficará para quem teve o prazer de te conhecer", postou Jeferson em sua conta no Instagram.

O presidente da Associação Brasileira dos Representantes de Calçados, Confecções, Bolsas e Acessórios (Abrecal), Paulo Cotienschi, também lamentou a morte e ressaltou a relevância do trabalho desenvolvido por Petta. "Gratidão é nossa maior forma de expressar nosso amor e respetio por aqueles que signficam muito em nossas vidas", enfatizou.

Aposentadoria como representante foi em 2014
Em 15 de janeiro de 2014, durante a Couromoda em que foi anunciada a transferência do Anhembi para o Expo Center Norte, Miguel de Petta recebeu uma homenagem especial em jantar que marcava sua aposentadoria oficialmente. Aos 89 anos e após 32 anos trabalhando pela feira, ele decidiu dedicar mais tempo à família. Aplaudido de pé, ele disse que continuaria ligado à Couromoda, só que na condição de consultor sênior. “É preciso saber a hora de parar. Se decidimos permanecer mais do que o tempo necessário em uma etapa, a alegria vai embora. Tenho orgulho dessa empresa e a certeza de que deixo amigos. É verdade que o tempo passa e que as responsabilidades crescem. Há pouco tempo eu disse ao Sr. Francisco e à Dra. Waleska Santos que meu prazo de validade estava vencendo”, afirmou na época.