Home > Notícias
16/08/2019

Na Índia, governo corta impostos de exportação do couro e preocupa fabricantes de calçados

Diminuição das tarifas, mas a que preço? É o que perguntam empreendedores indianos do setor de couro, receosos após a proposta de redução de impostos de 60% para 40% na exportação de produtos brutos e semiacabados, promovida pelo governo como parte da elaboração do novo orçamento, o primeiro do segundo mandato do Executivo liderado por Nerendra Modi.

O documento prevê “medidas para apoiar a indústria local, introduzindo taxas alfandegárias sobre muitos produtos e amenizando taxas sobre outras exportações”, incluindo couro. Atualmente, a quantidade de couro cru e semiacabado exportada pela Índia, no contexto geral da cadeia de suprimentos, não tem uma incidência particularmente significativa, uma vez que a demanda doméstica é robusta.

No entanto, agora que as taxas de exportação desses produtos diminuirão o temor dos fabricantes indianos de calçados e artigos de couro é que a disponibilidade de matéria-prima caia, resultando num aumento de custos no mercado nacional e, consequentemente, num aumento no custo dos produtos também. Moral da história: eles temem perder em competitividade.

Leia também:
Calçado português em busca do protagonismo
Micam de setembro 'chega ao paraíso', concluindo campanha iniciada há três anos
Contrabando de calçados na Rússia supera a produção nacional e praticamente se equipara à importação legal
Após 40 anos, Amilcare Baccini despede-se da Assomac