Home > Notícias
14/06/2019

Na Itália, segmento de franquias cresce e se apresenta como alternativa para o varejo tradicional

As franquias ainda estão crescendo na Itália e são chamadas de melhor fórmula para o comércio na Itália. O número de marcas aumentou 3,4%, os pontos de venda 4,5%, os colaboradores 3,8%, o volume de negócios +2%. Os dados, todos positivos, emergem do Relatório de 2019 da Assofranchising.

Os números falam por si: em 2018 a franquia gerou um volume de negócios de mais de 25 bilhões de euros e empregou mais de 200 mil pessoas. Franquias italianas também vencem no exterior, com vendas de +7,6%, mas também franqueadores estrangeiros na Itália confirmam a tendência positiva, registrando +1,4% e chegando a 21,7% mais do que em 2017 para redes estrangeiras que operam na Itália com apenas franqueados, mas com sede em outro país.

Que a franquia é um setor saudável e em constante crescimento é bem documentado pelos dados de longo prazo: de 2014 para hoje, o número de funcionários aumentou em 10,9%, os pontos de venda em 8,3% e o volume de negócios em 7,8%. Mas o que talvez seja menos conhecido é como o sistema foi capaz de crescer e avançar mesmo em tempos muito difíceis, como durante a crise de 2008.

Leia também:
Messi e Ronaldo: o desafio agora é no calçado
Expo Riva Schuh ocorre de 15 a 18 de junho com destaque para o segmento de bolsas e acessórios
Puma lançou o LQD Cell Origin AR, seu primeiro tênis com realidade aumentada embarcada
Comissão Europeia lançou a Inatba, nova associação internacional de aplicações confiáveis de blockchain