Home > Notícias
30/01/2020

Novidades da Pitti Uomo para o público masculino

A 97ª edição do Pitti Uomo, realizada na Fortezza da Basso, em Florença, na Itália, de 7 a 10 de janeiro, além das coleções de roupas clássicas, informais e de vanguarda, esteve recheada de acessórios de sapatos, um complemento indispensável do guarda-roupa dos homens. Entre as tendências apresentadas na passarela, um clássico foi renovado em formas e cores: a predominância da bota, mudando do Beatle para a bota de alpinismo por influências militares e britânicas. O tênis teve um papel igualmente importante tanto no estilo urbano quanto no esportivo, expressado com um olhar de perfeito equilíbrio entre demandas estéticas e desempenho, ostentando solas grossas e elegantes.

Em termos de negócios, a Pitti Uomo ocorreu próxima demais das férias de Natal e do início da temporada de vendas, o que influenciou a menor presença do mercado italiano - que já enfrentava dificuldades. Isso gerou um declínio fisiológico previsto, sobre o qual pesa, sobretudo, o resultado dos italianos, lutando com a temporada de vendas durante o evento.

A qualidade dos compradores, cujo poder de compra aumentou muito, foi consolidada. Foram 21.400 compradores, incluindo 8.300 do exterior: entre eles, as boutiques mais influentes, grandes lojas de departamento e plataformas de comércio eletrônico de alta qualidade. Um público excepcional, que trouxe dinamismo e energia ao desfile, em que as coleções de mais de 1.200 marcas foram apresentadas.

Leia também:
Mecanismo de busca Lyst elabora relação de calçados, roupas e acessórios mais desejados da década, ano a ano
Adidas anuncia metas para avançar no conceito ecologicamente sustentável
Mocassins e botas voltam, gradativamente, à moda
Setor de moda: sem perspectivas positivas para 2020