Home > Notícias
06/09/2018

Número reduzido de expositores coloca em xeque a feira espanhola Momad Shoes

O futuro da feira de calçados espanhola Momad Shoes está cada vez mais sombrio. A última edição, a de março de 2018, foi iniciada com apenas 200 expositores, um número muito inferior no comparativo com os 520 participantes da edição de 12 meses atrás. Seus organizadores (IFEMA) a apresentaram como sendo “uma edição de transição”.

A FICE, federação de calçados espanhóis, expressou fortes dúvidas sobre sua eficácia, e seu presidente, José Monzon, pediu um formato que pudesse “valorizar as marcas expostas de maneira mais evidente”. Agora, com a próxima edição se aproximando - será em Madri, de 7 a 9 de setembro -, o debate ressurgiu.

Em resposta aos pedidos da FICE por “mudar” o programa para torná-lo mais atraente, a IFEMA, conforme relatado pela mídia espanhola, estaria considerando uma renovação inspirada na fórmula lançada pela Gallery Shoes Düsseldorf, a versão que substituiu a GDS.

No momento, a edição de setembro da Momad Shoes está confirmada  - o site oficial do evento não informa sobre alterações -, mas algumas fontes próximas aos organizadores afirmam que será a última edição a deixar o público aguardando por grandes mudanças.

Leia também:
Steve Madden versus YSL
Levantamento da APICCAPS mostra que produção mundial de calçados cresceu 2%, totalizando 23,5 bilhões de pares em 2017
Efeito Brexit: tradicional empresa Florida deixa a Grã-Bretanha
Crocs fecha suas duas últimas unidades produtivas, no México e na Itália