Home > Notícias
18/10/2018

Portugal acredita no calçado e prevê investimentos de mais de 94 milhões de euros nos próximos anos

A indústria portuguesa de calçado investirá 94,4 milhões de euros nos próximos anos. Serão 53 milhões em “feiras e marketing”, 25 milhões em “edifícios e infraestrutura” e 8,2 milhões em “pesquisa e desenvolvimento”. Os investimentos “estão em linha com o nosso plano estratégico”, afirmou Luís Onofre, presidente da APICCAPS, associação lusitana de calçados, e “são prova clara de que a indústria calçadista portuguesa está fortemente empenhada em apoiar uma nova onda de crescimento”.

Os investimentos fazem parte do Quadro Comunitário de Apoio Portugal 2020. Até junho do ano passado, 273 empresas de calçados estavam envolvidas com um volume total de vendas de 1,1 bilhão de euros e uma força de trabalho total de mais de 13 mil trabalhadores.

Segundo Leandro de Melo, diretor do CTCP, Centro Tecnológico do calçado português, “a inovação eficiente, que gera valor, deve incidir sobre três parâmetros fundamentais: criatividade, conhecimento e marketing”. Em outras palavras: “É necessário combinar design com as características e o marketing do produto”.

Leia também:
Gucci, Saint Laurent e Missoni e seus lançamentos
Calçado de 17 milhões de dólares foi apresentado em Dubai, durante o lançamento do Passion Diamond Shoes
Exportação de calçado espanhol cresce em valor no primeiro semestre do ano
Exportações europeias para o Canadá crescem com a vigência do acordo CETA; calçado italiano é destaque