Home > Notícias
10/04/2019

Retomada passa pelas reformas estruturais inadiáveis

Desde o final de 2018, com a eleição do presidente Jair Bolsonaro, em uma eleição bastante acirrada, o Brasil passou a respirar novos ares. Mesmo sem uma retomada imediata da economia, a confiança das empresas e dos consumidores deu um novo ânimo para o Brasil. A confiança por si só já é um combustível para a mudança do quadro, mas ela não se sustenta por muito tempo sem a efetivação das expectativas criadas

Iniciamos e apostamos que à partir de 2019 com uma nova mentalidade no governo brasileiro, que não mais trata o empresário como inimigo, que pretende, de fato, impulsionar o empreendedorismo, modernizando e enxugando a máquina pública, desburocratizando o sistema jurídico e realizando as reformas estruturais urgentes para que a retomada econômica, leiam-se da Previdência e Tributária. O ajuste fiscal, sem essas aprovadas, é impossível! O Brasil não suporta mais impostos e uma previdência recheada de privilégios e insustentável economicamente. Mas, o fato é que de boas intenções o inferno está cheio. É preciso coragem, que o Executivo parece ter, mas também habilidade política e de comunicação para formar uma base capaz de aprovar os projetos necessários para o desenvolvimento do País.

A Abicalçados, enquanto representante de um importante setor para a economia brasileira, gerador de 300 mil postos de trabalho pelo País, está ciente e apoiando a aprovação das reformas urgentes para uma reestruturação do Estado brasileiro, fundamental para a atração de investimentos e o consequente crescimento econômico. Estamos confiantes e também vigilantes para que as expectativas tão positivas criadas no final de 2018 se confirmem o mais breve possível, que as instituições funcionem em favor da sociedade brasileira e dos contribuintes.

Rosnei Alfredo da Silva
Presidente do Conselho Deliberativo da Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados)