Home > Notícias
01/03/2019

Stella International acelera processo de transferência de produção para fora da China

Longe da China para evitar a guerra comercial e reduzir os custos de produção. “Estamos fazendo um progresso significativo na transferência de nossa produção para outro lugar, a fim de reduzir significativamente a participação da capacidade de produção na China no próximo ano. Uma vez que este processo esteja concluído, esperamos que o impacto de qualquer extensão de tarifas sobre os produtos chineses de calçados seja mínimo”.

Não são palavras “ocidentais”, porque foi Jack Chiang, presidente da Stella International, que as pronunciou. O grupo de calçados com sede em Hong Kong escreveu em nota para “reduzir seletivamente a capacidade de produção na China, a fim de melhorar a eficiência e garantir a recuperação das margens em médio prazo”. Portanto: menos produção em Pequim não apenas para se livrar das tarifas dos Estados Unidos, mas também para recuperar margens, já que os custos de produção estão subindo na China.

Leia também:
Tendências masculinas para o inverno 2020
Ambicioso projeto da Adidas pretende reduzir de 15 para seis meses processo de criação a lançamento de produto
Puma: calçado lidera as vendas e receita total da grife chega a cifra recorde de 4,6 bilhões de euros em 2018
Argentina: a partir de 2020, o fim da taxação sobre o couro