Home > Notícias
19/02/2019

Um exemplo a ser seguido no setor

Um assunto recorrente no complexo calçadista nacional refere-se à importância e ao futuro da profissão de representante comercial. As mudanças tecnológicas que aproximam o cliente final das marcas e que proporcionam negócios direto entre empresas (B2B), minimizando a relevância de intermédiários, tem colocado em xeque o protagonismo do representante comercial. Mas, se depender de profissionais do nível de Ohannes Kiledjian, o futuro da categoria não só está garantido como se tornará ainda mais relevante.

Reconhecido no setor e vencedor de importantes prêmios setoriais, Ohannes já acumula mais de 27 anos de experiência e aponta o caminho para quem deseja prosperar e ter sucesso nesta área de atuação. Atualmente trabalhando com a marca Via Marte na capital paulista e também na grande São Paulo, ele explica que o representante comercial tem que saber harmonizar as metas e demandas da representada com as necessidades efetivas dos lojistas clientes. "É preciso ter a sensibilidade de entender qual o melhor produto a ser oferecido para cada cliente. Por isso, cabe ao profissional conciliar as metas da marca que representa com o perfil de cada cliente que atende", revela. "O representante também precisa ficar atento aos prazos de entrega e a satisfação do consumidor final. Precisa estar sempre antenado ao que está acontecendo na moda e na economia em geral", complementa o profissional, que também se orgulha de ser um Cônsul Couromoda em São Paulo.

Ele lembra que quando iniciou a atividade a concorrência era bem menor e a informação de moda e de mercado era restrita a poucos. O mesmo valia para a tecnologia. Com o tempo, a profissão foi evoluindo e segue essencial para o sucesso de fábricas e lojas. "Hoje existem ótimos compradores profissionais, porém na maioria dos casos o proprietário acompanha diretamente as negociações. Isso cria entre o lojista e o profissional de vendas uma relação de muita confiança e credibilidade", pondera.

Mudanças na profissão
Para Ohannes, a rapidez nas mudanças tecnológicas e o ciclo cada vez mais breve das tendências de moda geraram clientes mais bem-informados e exigentes, que requerem do representante comercial ainda mais profissionalismo e dedicação. "A consumidora final quer usar a tendência do momento da moda. A importância da pesquisa de moda no exterior adequada ao nosso clima e ao gosto da brasileira é fundamental diante deste quadro", exemplifica. "A tecnologia está revolucionando todas as áreas e nos colocando diante de uma nova maneira de pensar e agir. Hoje apresento a coleção tanto com as amostras físicas, quanto virtualmente através de imagens via tablet. Realmente, novas configurações estão surgindo. Por isso cabe ao representante estar sempre buscando conhecimento para se atualizar e fazer a diferença na hora da venda", completa.

Em relação ao futuro da economia, o representante comercial acredita que dias melhores estão se aproximando. "Depois de uma grande crise, o ano de 2019 começou com muito otimismo da indústria, lojistas e profissionais do setor. Acredito que o país está retomando gradativamente o crescimento que todos esperam. Também sinto este entusiasmo em outros setores da economia", conclui.