Home > Notícias
11/05/2017

Conheça o convênio que a Usaflex assinou com o IBTeC e com SEBRAE

A Usaflex firmou um convênio com o IBTeC (Instituto Brasileiro de Tecnologia do Couro, Calçado e Artefatos) e com o Sebrae-RS, que foi assinado por Marcelo de Azevedo Cavalheiro, diretor operacional, Samuel Lauck, diretor de suprimentos, ambos da Usaflex; e por Paulo Griebeler, presidente executivo do IBTeC.

O convênio estabelecido entre as empresas prevê o desenvolvimento de um projeto de adequação e gestão de substâncias restritivas na indústria de calçados. Pelo acordo, o IBTeC desenvolverá um trabalho de capacitação de sua cadeia de fornecedores que envolve em torno de 150 empresas, com avaliação laboratorial dos produtos utilizados na produção dos calçados da marca Usaflex, para adequar todos os componentes às regras internacionais de uso de substâncias químicas em calçados. O trabalho será desenvolvido ao longo de 18 meses.

O convênio entre a Usaflex e as empresas assegura o desenvolvimento de uma metodologia de orientação técnica para processos operacionais, aquisição e gestão de materiais e comercialização, com o objetivo de garantir a qualidade dos produtos da empresa calçadista frente à utilização de substâncias químicas restritivas em sua cadeia de fornecimento.


O IBTeC trabalhará a preparação dos fabricantes de componentes e insumos para a Usaflex e a validação dos produtos, além disso, desenvolverá um "Manual de adequação, orientação técnica para processos operacionais de aquisição e gestão de materiais e treinamento de fornecedores quanto à adequação de utilização de substâncias químicas restritivas nos processos e insumos utilizados em seus produtos". Já o Sebrae-RS apoiará os fornecedores que se enquadrem como micro e pequenas empresas. 

A expectativa da Usaflex com a assinatura do convênio “é preparar a indústria para entrar em qualquer país, para que se torne possível alavancar o projeto de incremento de exportações da marca”, diz Marcelo Cavalheiro, diretor de operações da Usaflex. O diretor enfatiza que o objetivo da indústria não é apenas conquistar o mercado externo, segundo ele, este é um investimento que busca o benefício direto às consumidoras da marca no Brasil.
“A assinatura do convênio permite a verificação, por meio de ensaios de laboratório, de que todos os produtos que usamos nos calçados estão livres de substâncias restritivas, tornando cientificamente comprovado, dentro dos padrões, o cuidado que temos com nossos produtos”, completa Samuel Lauck, diretor de suprimentos da Usaflex.

Líder no segmento de calçados confortáveis, a Usaflex busca com este projeto agregar mais um benefício às usuárias de seus calçados, que a partir de agora terão a garantia de que os produtos da marca estão totalmente livres de qualquer substância química que possa interferir na saúde.