Notícias

Tel.:(11) 3897-6100

pt
en
es

COUROMODA 2024

Todos os serviços para sua participação na Couromoda.

VIAGEM E HOSPEDAGEM

Oportunidade de atualização com os principais temas do mercado.

CREDENCIAMENTO EMPRESARIAL

Garanta sua credencial para a mais importante feira de calçados da América Latina.

SÃO PAULO PRÊT-À-PORTER

Feira Internacional de Negócios para Indústria de Moda, Confecções e Acessórios.

Notícias da Couromoda

Calçado no Mundo

Notícias do Setor

Colunista

Lançamentos e Moda

Mídia

Facebook
Twitter
Pinterest
[wpavefrsz-resizer]

Portal lançado pelo governo federal facilita o comércio exterior de calçados

No início de julho, o governo brasileiro lançou o BrasilExport: Guia de Comércio Exterior e Investimento, uma página na web para promover e facilitar o comércio exterior. O site reúne informações de como exportar, importar e investir, além de dados sobre logística no país, acordos tarifários, notícias e eventos relacionados ao comércio exterior 

As informações disponibilizadas no site são uma compilação atualizada de dados do governo, com o objetivo de promover as trocas comerciais entre o Brasil e outros países e captar investimentos estrangeiros. Há opção de acesso em espanhol, inglês e português.  

Por meio de um sistema de envio de perguntas e respostas, é possível tirar  dúvidas especificas de cada setor e para cada caso. Na série Aprendendo a exportar, por exemplo, os procedimentos de exportação estão divididos em diversas áreas temáticas: calçados, confecções, móveis, alimentos etc.

Para o ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Mauro Borges, essa ferramenta é um esforço de acompanhar a transição do perfil da economia mundial, que sai de um momento de crise para um período de expansão, especialmente a partir de 2015 e 2016. "Nossa escala de comércio merece instrumentos inteiramente compatíveis com os dias que vivemos, em que a força das ferramentas digitais é fundamental para a efetivação do comércio", explicou. Ele ressaltou ainda que o comércio exterior brasileiro soma cerca de US$ 500 bilhões – quatro vezes mais do que no começo da década de 2000.

O ministro das Relações Exteriores, Luiz Alberto Figueiredo, disse que o BrasilExport será uma forma para desburocratizar o sistema de comércio exterior brasileiro e permitirá a difusão de conhecimento relacionado ao tema. "Essa iniciativa, entre três ministério (Relações Exteriores; Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior e o de Agricultura, Pecuária e Abastecimento), ampliará cada vez mais e aperfeiçoará a nova realidade de administração púbica, cujos temas são transversais e merecem tratamento sistêmico", analisa.

Para o presidente-executivo da Abicalçados, Heitor Klein, o Guia é uma fonte importante de informação para todos os empresários que almejam a exportação, mas especialmente para os de menor porte que, muitas vezes por falta de tempo ou recursos financeiros, não podem arcar com consultorias especializadas. “Trata-se de um ganho não somente para o setor, mas para a economia nacional”, destaca Klein.

Segundo informações do Guia, o desempenho das exportações e a autossuficiência no atendimento do mercado interno propiciaram uma balança comercial favorável ao setor calçadista nacional. Em 2011, o país exportou 113 milhões de pares, no valor de US$ 1,3 bilhão, enquanto que as importações representaram 34 milhões de pares, em torno de 4,6% do consumo aparente.

Séries temáticas
A série Aprendendo a Exportar, disponível no site, orienta para o aprendizado dos procedimentos operacionais da exportação, com abordagem de diversas áreas temáticas de interesse do exportador, incluindo uma central de atendimento, simulador do preço de exportação e o fluxo lógico e operacional do processo de exportação. A série Aprendendo a Exportar possui características que possibilitam a usuários de diferentes níveis de conhecimento a obtenção de informações de acordo com o grau de interesse.
No link sobre calçados, o exportador encontra tudo dividido em: panorama nacional, panorama internacional, polos produtores, pontos fortes, um histórico do setor no país, acordos comerciais, apoio ao exportador e detalhes de como exportar, porque exportar e um planejamento à exportação.
Estão ainda concluídos e disponíveis, gratuitamente, no Portal Aprendendo a Exportar os seguintes produtos da série:

•    Aprendendo a Exportar – Versão 2;
•    Aprendendo a Exportar Calçados;
•    Aprendendo a Exportar Confecções;
•    Aprendendo a Exportar Móveis;
•    Aprendendo a Exportar Artesanato;
•    Aprendendo a Exportar Alimentos;
•    Aprendendo a Exportar Flores e Plantas Ornamentais;
•    Aprendendo a Exportar Máquinas e Equipamentos;
•    Aprendendo a Exportar Gemas, Jóias e Afins;
•    Aprendendo a Exportar Pescado;
•    Aprendendo a Exportar – Cooperativismo;
•    Aprendendo a Exportar para a União Europeia. 

Por ocasião das comemorações dos 200 anos de abertura dos portos, foi lançado em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), o CD-Rom e sítio "200 Anos de Comércio Exterior" com a cronologia, texto histórico e dados sobre as exportações e importações do Brasil de 1808 até 2010.

Calçado brasileiro, uma história de sucesso 
No site do Guia de Comércio Exterior e Investimento, é possível encontrar a história de sucesso do calçado brasileiro no mercado externo. 
De forma simples e objetiva, o site conta que a primeira grande exportação de calçados brasileiros ocorreu em 1968, e, desde então, não parou de crescer. Hoje o calçado é um dos principais itens da balança comercial brasileira, gerando divisas na casa dos US$ 1,3 bilhão em operações internacionais em 2011. Atualmente, o Brasil tem cerca de oito mil estabelecimentos voltados para a fabricação de calçados, localizados em diversos Estados, sendo que os maiores polos ficam no Rio Grande do Sul, São Paulo, Minas Gerais, Santa Catarina, Bahia e Ceará. 

A indústria calçadista brasileira começou sua experiência em exportações no mercado internacional em fins da década de 60. De lá para cá, o setor expandiu suas atividades mediante a incorporação extensiva de mão de obra e recursos produtivos, e vem contribuindo positivamente para o saldo comercial do país. A capacitação em design, marca e qualidade, associada a vantagens em custos, podem abrir uma frente de expansão para o setor. Países em desenvolvimento, como o Brasil, se defrontam com o desafio de ingressar com produção própria nos segmentos de mercado de calçados que atendem aos consumidores de maior poder aquisitivo.

Hoje, o Brasil é o único país a apresentar autossuficiência em todos os processos da produção de calçados. O país desenvolveu:

• o maior conglomerado calçadista do mundo;
• rebanhos bovinos e curtumes para sua produção;
• indústrias responsáveis pela fabricação de qualquer componente utilizado na produção de   calçados;
• instituições de ensino para a formação de recursos humanos;
• centros de pesquisas para desenvolvimento de novos projetos e tecnologias.

"O BrasilExport é uma plataforma extremamente relevante porque cria uma coordenação de um conjunto de informações que já eram produzidas pelo governo. No entanto, agora, podemos compartilhar, em um mesmo sítio eletrônico, todo o conjunto de informações relevantes para as atividades de comércio", destacou o ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Mauro Borges. 
 
fonte: www.brasilexport.gov.br/

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

MAIS NOVIDADES