Notícias

Tel.:(11) 3897-6100

pt
en
es

COUROMODA 2024

Todos os serviços para sua participação na Couromoda.

VIAGEM E HOSPEDAGEM

Oportunidade de atualização com os principais temas do mercado.

CREDENCIAMENTO EMPRESARIAL

Garanta sua credencial para a mais importante feira de calçados da América Latina.

SÃO PAULO PRÊT-À-PORTER

Feira Internacional de Negócios para Indústria de Moda, Confecções e Acessórios.

Notícias da Couromoda

Calçado no Mundo

Notícias do Setor

Colunista

Lançamentos e Moda

Mídia

Facebook
Twitter
Pinterest
[wpavefrsz-resizer]

Villaget alia princípios sociais, ambientais e mercadológicos

Uma marca cujo DNA alia princípios sociais, ambientais e mercadológicos vem conquistando lojistas e consumidores em diferentes regiões do País. Criada em 2010, a Villaget apresenta tênis e sapatilhas produzidos com materiais alternativos, como lona reciclada, borracha natural com reciclada e laminado de pó de couro, além de camurça. Os produtos são vendidos em lojas do Rio Grande do Sul e do Nordeste e, em breve, também estarão disponíveis no Rio de Janeiro.

A marca é produzida pela Cooperget, ligada ao Instituto Villaget, ONG criada em 2000 para dar assistência a crianças e jovens carentes do Bairro Canudos, em Novo Hamburgo/RS. A linha de produção utiliza equipamentos doados por empresas do Vale do Sinos e conta com jovens capacitados profissionalmente pela própria ONG, além de instalações cedidas por uma igreja evangélica.

A criação dos modelos e o processo fabril são coordenados pelo designer e sociólogo Mário Pereira, um dos idealizadores da ‘fábrica de cidadãos e produtos’. A numeração dos modelos vai do 34 ao 43, mas alguns são disponibilizados até o número 46. “A diferenciação entre masculinos e femininos se dá pelas cores ou pelas estampas”, explica Pereira. Os preços, nas lojas, variam de R$ 89,90 a R$ 100,00. Os modelos de maior preço são feitos em couro, para consumidores de maior poder aquisitivo.

A grife dispõe de uma loja própria no Bairro Canudos, que atende a população local, e outra no bairro Rio Branco, destinada aos consumidores que circulam pela região central de Novo Hamburgo. Com elas, a ideia da ‘grife’ é repetir o sucesso de vendas de outras lojas, como a Loja Placo, em Porto Alegre, que lidera as vendas de produtos Villaget em todo o país.

Ampliação de portfólio

Outra novidade prevista é o lançamento da linha de mochilas, que deve chegar às lojas nos primeiros meses de 2013. Para a produção, a Cooperget vai capacitar e acompanhar um grupo de 20 jovens de outro bairro de Novo Hamburgo, o Santo Afonso, reproduzindo o modelo de inclusão social que lhe deu origem, em 2000. A iniciativa tem apoio da Prefeitura Municipal de Novo Hamburgo e do Ministério da Justiça, através do Programa Território da Paz. “Nosso objetivo é incrementar entre 30% e 40% as vendas com o lançamento da linha de acessórios”, destaca Pereira.

O retorno do mercado

A presença em feiras, segundo o designer, é um dos fatores que impulsionam o crescimento da marca. No estande coletivo de Novo Hamburgo na Couromoda, por exemplo, a Villaget recebe e conquista lojistas de todos os Estados pelo perfil inovador de seus produtos e pelo DNA que alia responsabilidade social e ambiental.

Além do cabedal em materiais diferenciados e do design fashion, outros detalhes chamam a atenção dos lojistas nos produtos. A palmilha contém impressa, acima da logomarca, a pergunta Será que outro mundo é possível? e, em baixo, a resposta: Eu caminho nessa direção! Já os solados de borracha natural têm a etiqueta da marca verde fixada na traseira, em referência ao caráter ambientalmente correto do material.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

MAIS NOVIDADES